Você é nosso visitante de número

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Quebrando a Cadeira do Sacerdote

Quebrando a Cadeira do Sacerdote

Texto: I Sm 1:9; 4:13, 18

Introdução: Em todo o Pentateuco Deus dá instruções e orientações em como seria ministrado o serviço sacerdotal. O Senhor é detalhista. E jamais passaria despercebido Dele qualquer detalhe por menor que fosse. Em nenhum lugar mostra cadeiras na tenda ou no templo. Isto por que o sacerdote ministrava em pé. Não havia lugar nem hora para assentar-se. Nos textos acima, encontramos um sacerdote assentado três vezes numa cadeira. Cadeira fala de três coisas que todo sacerdote do Deus Altíssimo deve evitar:

1) Descanso

O sacerdote não podia descansar, pois os sacrifícios eram diários e ininterruptos. A todo o momento tinha gente pecando, errando e precisando dos serviços deles. Portanto, se tivesse assentado mostraria menosprezo com os pecadores que procuravam perdão.

2) Descaso

Não eram apenas os sacrifícios que não paravam, os serviços também eram contínuos. Todo dia, de manhã e à tarde, as lâmpadas do candeeiro tinham que ser aparadas e o azeite reabastecido. Todo dia também queimavam incenso no altar de ouro. O sangue das ofertas tinha que ser aspergido diante do véu, freqüentemente. Toda semana os pães asmos precisavam ser retirados da mesa de ouro e substituídos por pães novos.

3) Autoconfiança

É achar que estamos seguros em nossa posição. Ninguém nos abala ou nos tira. É menosprezar a obra de Deus achando que somos únicos.

Os perigos de um sacerdote na cadeira:

1) O perigo de se fazer um diagnóstico errado das pessoas: (vs.9). Confundiu Ana com uma bêbada, mas nunca repreendeu seus filhos que viviam pecando. Quem está na cadeira recrimina um culto verdadeiro. Não entende os adoradores. Compreende mal os que estão passando por provações.

2) O perigo de estar indiferente quanto ao povo de Deus. (4:13). Quando a Bíblia apresenta Eli assentado no capítulo 1 ele não parece preocupado. Quando, porém, o apresenta assentado no capítulo 4 ele está completamente preocupado. Não há escape. Sempre que nos portamos indiferentes quanto às necessidades do povo de Deus de todos os lugares, sempre que deixamos de perceber as necessidades da igreja onde reunimos, sempre que nos ocupamos mais com nossa vida do que com a vida e bem estar de cada irmão, colheremos muita tristeza.

3) O perigo de ser disciplinado por Deus no que gostamos e não queremos abrir mão (4:18). Eli caiu da cadeira e morreu. Se não destruirmos a cadeira que nos prende hoje, será ela que nos destruirá um dia. Quebre sua cadeira.

Um comentário:

ADRIANE MONTEIRO disse...

Minha adimiração pelo senhor só tende aumentar....Que mensagem!
Obrigada pastor por ser uma lanterna no caminho...