Você é nosso visitante de número

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Sabedoria na Simplicidade

(Prov.30)
Introdução: Agur foi um sábio que pouco se sabe sobre ele. Contemporâneo de Salomão, viveu chamando a atenção das pessoas para o fato de que coisas simples do dia a dia, tem o poder incomum de ensinar grandes verdades. Vejamos algumas:
      1)      A sabedoria de atentar na natureza e ver que somos incapazes de entender a capacidade divina de tudo projetar e nada deixar que escape do seu controle: (vs4).

     2)      A sabedoria de nunca descambar para a falsidade e, se equilibrar entre ter e não ter e conseguir glorificar a Deus em todas as circunstâncias (vs.7ª9).

3)      A sabedoria de nunca se deixar levar pelo espírito da total dependência humana (sanguessugas), que sempre querem mais sufocando outros, e viver de forma insaciável, sem contentamento (vs.15ª16).

4)      A sabedoria de medir o nível espiritual de nossas vidas, como estamos diante de Deus (18ª19).
a) O Caminho da águia (constante e firme);
b) O caminho da cobra na penha (deslizante superando obstáculos);
c) O caminho do navio no mar (mesmo diante da imensidão da água, sabe onde quer e vai chegar, sempre com um destino).
d) O caminho do homem com a virgem (Jesus caminhando com a igreja, virgem e pura).

5) A sabedoria de sairmos da vala comum e batalharmos por um espaço e lugar ao sol, pois as coisas não acontecem por acaso:
a) Um servo tornar-se rei é difícil. Por isso se esforce para sair da escravidão.
b) Um preguiçoso de barriga cheia é improvável. Por isso trabalhe para comer bem.
c) Uma mulher relaxada casar-se é algo impensável. Por isso nunca relaxe. Seja cuidadoso.
d) uma funcionária mandando na patroa sem respeito pela hierarquia. Por isso respeite.

6)      A sabedoria de mesmo com coisas pequenas nos tornarmos abençoados como se vivesse grandiosamente (vs.25ª28)
a)      As formigas pequenas que no verão se provêem de comida e riem-se do inverno. Provisão. Economia.
b)      Coelhos débeis, mas sabem onde fazer suas habitações, longe dos percalços:
c)      Gafanhotos que sem rei conseguem manter-se unidos e tornam-se fortes em seus objetivos.
d)      A lagartixa, que é feia, mas vivem em palácios e passeiam pelas paredes sem serem importunadas.


Nenhum comentário: