Você é nosso visitante de número

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

A "Ingnorância" dos "Intinerantes"


Quando nasci meus pais já eram crentes, obreiros da casa de Deus. Cresci no evangelho, e tive o privilégio de jovem ainda ser chamado pelo Senhor para sua obra. Meus pais, sempre me orientaram e ensinaram os retos caminhos de Deus e desde cedo, aprendi que a igreja de Jesus está acima de tudo neste mundo. Ainda adolescente comecei a pregar e liderar os jovens de nossa igreja. Tinha muito entusiasmo e eloquência naturais, não obstante meus poucos conhecimentos bíblicos, mas fazia do meu fervor jovem, a tônica de minhas prédicas.
Aprendi muito cedo, que quem chama, garante e sustenta é Deus, e não precisamos muito de esforço humano para fazermos jús ao chamado do Senhor. Mas tenho visto estarrecido uma mudança perigosa e absurda para os padrões que Deus requer de nós.
Hoje, há um marketing desenfreado e estranho das pessoas, querendo abrir portas a força. Para tanto não poupam esforços, chegando a raias do absurdo para serem notadas e receberem assim convites, que lhes garanta agendas, que segundo eles, aumentarão seus curriculuns ministeriais. Sei de um desses pregadores que gasta em torno de 150 mil reais em anúncios em revistas, sites e rádios evangélicas que lhe garante uma super exposição de sua imagem. "Se não fizer isto serei esquecido", argumenta.
Isto infelizmente tem inflamado jovens, que até tem vocação ministerial, mas que ainda estão nas "fraldas", sem nenhuma bagagem ministerial, sem nenhum convívio com outras ovelhas, sem nenhuma orientação pastoral, sem nenhuma experiência espiritual, sem nenhum conhecimento teológico, partem em busca de um sonho, e não raras vezes acabam frustrados, pois muitos nem se firmaram profissionalmente e ficam sem suporte financeiro.
É no mínino estranho e perigoso a forma como procedem, se oferecendo a qualquer pastor e igrejas, para terem uma oportunidade em seus púlpitos, querendo míseras ofertas ou vender seu material.
É só eu estar em alguma reunião, que logo descobrem que sou pastor de igreja, e me "entopem" de DVDs, livros, apostilas, cartões de visitas e números de telefones desses pretensos itinerantes.
Dias desses, travei um diálogo até certo ponto ríspido com um desses personagens. Faço questão de reproduzir, preservando apenas o nome do "intenerante" para não expô-lo ao ridículo:

"Intinerante" diz:
Paz pastor. Um amigo meu me deu seu msn, e queria falar com o Senhor.

Pr. Josias Almeida diz:
Paz do Senhor meu irmão...

"Intinerante" diz:
Então, to indo ai em São Paulo o mês que vem e queria poder pregar em sua igreja, o senhor permite?

Pr. Josias Almeida diz:
Oh! meu amado, não sei quem é o irmão. e além do mais nossa igreja é constituída de bons pregadores, então não vejo necessidade de nesse momento trazer ninguém de fora, a não ser em uma festividade ou ocasiões especiais. Me desculpe...

"Intinerante" diz:
É isto que desanima a gente, pois sou um pregador e ninguém gosta de dar chance.

Pr. Josias Almeida diz:
Bem meu amado, se Deus é quem te chamou, no tempo certo Ele garante as portas abertas, não precisa o irmão ficar mendigando agendas.

"Intinerante" diz:
Poxa pastor, o senhor não entende que sou um intinerante (ele escreveu assim mesmo, e assim se intitula: "intinerante"), e dependo disso prá sobreviver? tenho uma família para cuidar e ninguém me ajuda.

Pr. Josias Almeida diz:
É por isso que te falo meu amado, com muito carinho e amor, não sacrifique a sua família assim. Arrume um emprego e cuide dela. No tempo certo, o Deus que te chamou irá prover meios para você viver só da obra. Enquanto isto, além de cuidar da sua família, ajude seu pastor, pregue na sua cidade mesmo, ganhe almas para o Reino que seu galardão virá do Senhor.

"Intinerante" diz:
Como, se nem meu pastor me ajuda? minha esposa fica pegando no meu pé para mim trabalhar, e Deus me disse no monte através de um vaso, que não posso me incomodar com isto, mas continuar sonhando.

Pr. Josias Almeida diz:
Cuidado meu querido irmão. Esse sonho pode virar um pesadelo. Volto a dizer, se Deus é quem te chamou, fique tranquilo que Ele mesmo te abrirá as portas necessárias sem você estar se expondo ao ridículo de se oferecer. Ministério é isto. Deus é quem chama e garante, sem necessidade de marketing. Ocupe-se em algo. Deus não chama desocupados.

"Intinerante" diz:
Já vi que o senhor é só mais um que não ajuda ninguém e naõ entende que a gente precisa de amigos para termos portas abertas.

Pr. Josias Almeida diz:
Meu filho, entenda, não sou contra seu ministério e nem sua chamada. Recebo convites também para pregar e viajo muito fazendo a obra de Deus, sem precisar forçar nada. Além do mais, me dê uma boa razão por que eu tenho que convidar você para pregar aqui sem te conhecer e sem saber sua origem e procedência?

Não tive resposta. Ele me bloqueou e excluiu do msn. Fazer o que né? Queira Deus ele consiga entender o que quis dizer a ele.

Hoje estava analisando e cheguei a seguinte conclusão: Itinerante é um termo perigoso. Vem da idéia de "Itinerário" ou viagem. Segundo os dicionários significa: Peregrino, andante. Que muda de endereço constantemente. Ex. circo. Que não tem paradeiro fixo. Que para de porto em porto, ou de cidade em cidade, ou de ponto em ponto. Podemos dizer que é sinônimo de nômade, que vive constantemente mudando de lugar; como por exemplo os ciganos. Acho que essas descrições não combinam com um pregador concordam?
Por isso, sempre que posso oriento um pregador a nunca mais dizer que é itinerante, mas sim "obreiro auxiliar". É diferente. Um obreiro auxiliar, tem uma igreja, tem um pastor, dizima, cuida da família, etc.
Tire suas próprias conclusões. Que Deus te abençõe.

Pr. Josias Almeida
18/08/11

Nenhum comentário: