Você é nosso visitante de número

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Culto ou Show?

Dias desses fui inquirido por um jovem em nossa igreja, que queria ir a um evento de lançamento do DVD de uma "famosa" cantora gospel. O problema é que no mesmo dia tinha culto de ensino em nossa igreja, e eu, placidamente o aconselhei a deixar de ir ao show, para cultuar a Deus naquela noite em nossa igreja. Ele então me perguntou qual era a diferença entre o "Show" e o culto. Vamos então as diferenças que naquele dia enumerei a ele:

1) No "show", o artista aparece. É o ator principal, o foco das atenções. No culto, Deus e a Sua Palavra são o centro. ELE aparece. ELE é quem precisa se manifestar (claro, estou falando de um verdadeiro culto cristão).

2) No "show", o artista acontece. Ele faz o show. Ele diz o que quer e como quer. No culto, Deus se revela. ELE diz como quer ser adorado, reverenciado. O culto precisa ser aceitável ao Senhor, segundo os critérios Dele.

3) No "show", há a preocupação com o número de participantes. Quanto mais gente é melhor o show. No culto, não há preocupação com o número de pessoas: "Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome (disse Jesus), estou no meio deles". O importante é Deus ser o alvo da adoração naquele momento.

4) No "show", o interesse é puro entretenimento, gastam-se duas horas ou mais de alegria contagiante, com um tempo gostoso, divertido e movimentado. No culto, há uma busca de relacionamento com Deus e o próximo, e um recolhimento espiritual, onde ouvimos a Deus e fortalecemos nossa fé.

5) No "show", ao final da apresentação todos vão embora, acabou. A vida corre do mesmo jeito - (deixa a vida me levar, vida leva eu...), até o próximo show. No culto, há um encontro com Deus, que deixa marcas e faz a diferença. Um novo compromisso, um novo caminhar, uma aliança renovada, e um desejo de fazer a cada dia a vontade de Deus.

Posto isto, ele me questionou dizendo que lá também sentiria alegria, iria chorar e até mesmo falar em línguas estranhas, o que talvez não sentiria no culto daquela noite (visto que o culto de ensino é mais comedido). Eu então respondi que a presença de Deus buscada de forma errada, pode até nos trazer alegria para nós, mas nem sempre para o Senhor. E um culto verdadeiro, alegra primeiramente à Deus.

Prova bíblica foi no episódio da subida da arca para Jerusalém, em que Davi se alegrava perante o Senhor, pulando e dançando feliz, com instrumentos e tudo, mas Deus estava triste no céu, pela forma errada como a arca estava sendo conduzida, nos lombos de bois ao invés das costas de sacerdotes. Deus se irou e matou Uzá.

Culto é para alegrar a Deus e não aos homens. Quem quer alegrar a Deus vá ao culto, quem quer se alegrar e entristecer a Deus, vá a "shows".

2 comentários:

Mural dos Adoradores disse...

Excelente postagem, penso da mesma forma: culto é culto, show é show...

Deus abençoe grandemente!
Paz e Graça!

antonio augusto disse...

A Paz,realmente o que este jovem perguntou,é basicamente o que nõs pastores ouvimos de nossos jovem.até mesmo com outros tipos de argumento: Mais quem vai cantar é um pastor\a do ministerio tal ele tb não é ungido.Não li na biblia qualquer relato de que quando Jesus falava ao povo houvesse antes um show. Tb dizer que este cantores não são ungido seria heresia de nossa parte pois eles tb foram escolhidos por DEUS
o que é preciso é saber quando ir ao show e quando adorar em nossas igrejas.A PAZ